fbpx

Má gestão dos recursos públicos compromete o desenvolvimento de toda a cidade

Um dos pontos que vem sendo bastante questionado pelo vereador Dr. Laércio Sandes diz respeito aos constantes atos de desperdício de recursos públicos praticados pela atual administração municipal, sem qualquer planejamento prévio para tanto. Exemplos disso são os diversos “elefantes brancos”, entre eles os Centros de Educação Unificada (CEUs), as três Estações de Tratamento de Esgoto (ETEs) em Bonsucesso, Jardim São João e Várzea do Palácio, bem como, a Rodoviária do CECAP, que consumiram bilhões de reais e que chamam a atenção por sua grandeza, mas que não atendem aos interesses da população.

Recentemente, uma resposta da Prefeitura a um questionamento feito pelo parlamentar quanto ao número de imóveis alugados pela administração municipal e o valor empenhado no pagamento destes aluguéis deixou ainda mais evidente tal desperdício. De acordo com a resposta, o gasto médio com aluguéis é de R$ 2,1 milhões por mês, o que representa mais de R$ 24 milhões por ano no pagamento de quase 150 imóveis, alguns que sequer vêm sendo utilizados, como é o caso da sede do PROCON, que foi transferido da Avenida Salgado Filho para o antigo prédio da Câmara Municipal na Praça Getúlio Vargas. “Portanto, poderia ter utilizado os quase R$ 20 milhões gastos naquela rodoviária que vive às moscas para construir um complexo que abrigaria parte da administração pública, reduzindo significativamente estes gastos inúteis com aluguel, além de ser mais producente”, adverte o vereador Dr. Laércio.

E não é só, a resposta trouxe ainda informações sobre quais imóveis estão com ações judiciais de despejo por falta de pagamento. Segundo o Dr. Laércio, entre os imóveis apontados, há uma escola municipal no Bom Clima, dois cartórios eleitorais, sendo o da Vila Galvão e o de Cumbica, além das secretarias de Segurança Pública e Desenvolvimento Econômico. “Seria cômico se não fosse trágico ver a Secretaria de Desenvolvimento Econômico de nossa cidade, uma das mais ricas do Estado de São Paulo, sofrer ação de despejo por falta de pagamento. Precisamos de representantes comprometidos com o desenvolvimento de nossa cidade, com visão técnica, administrativa e de planejamento capaz de tirar Guarulhos deste atraso que vivemos há quase 16 anos”, finaliza o parlamentar.

A relação completa dos alugueis e respectivos endereços está disponível para download em nosso site: CLIQUE AQUI

COMPARTILHE

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no linkedin
LinkedIn