fbpx

Vereador Dr. Laércio Sandes marca presença em reunião da CEI do SAAE

Primeiro a sugerir a criação de uma Comissão Especial de Inquérito (CEI) para investigar as irregularidades apontadas em um áudio que denuncia o desaparecimento de quase R$ 5 bilhões do SAAE, o vereador Dr. Laércio Sandes acabou ficando fora da comissão criada, a CEI do SAAE, em razão de manobra da base de sustentação do governo. Porém, cumprindo o compromisso que firmou de acompanhar de perto a evolução desta investigação, o parlamentar participou da reunião da comissão realizada no dia 14 de novembro, que contou com a presença do atual superintendente do SAAE, Ibrahim Faouzi El Kadi, e seu antecessor Francisco Carone.

O áudio que deu origem a esta investigação é de um trecho de uma reunião em que o superintendente do SAAE fala a um grupo de funcionários sobre o sumiço de quase R$ 5 bilhões. No áudio, Ibrahim explica que mensalmente o Saae paga R$ 18 milhões à Companhia de Saneamento Básico do Estado de São Paulo (Sabesp), outros R$ 16 milhões são gastos com a operação do Saae e sobram R$ 7 milhões para investimentos. Segundo ele, as antigas gestões não pagaram nada a Sabesp e ainda assim não sobrou dinheiro. O parlamentar fez um vídeo na ocasião explicando o caso e disponibilizou o áudio para quem quisesse conferir.

O vereador Dr. Laércio Sandes, que teve seu pedido de CEI negado, levou para esta reunião os questionamentos que havia apontado no texto em que sugeria a criação da comissão e que ficaram fora da CEI instaurada. “Acredito que é importante termos informações sobre quais foram os procedimentos após a constatação dessa situação, como por exemplo, se foram realizadas consultorias, quais serviços ficaram inconclusivos e se há relatórios a respeito. Também há situações envolvendo grandes devedores do SAAE que têm dívidas milionárias sem nenhuma providência inclusive quanto ao corte de fornecimento, quais dívidas estão prescritas e quais os motivos, bem como, a quais clientes foram concedidos descontos de 40% na taxa de esgoto”, esclarece o parlamentar, que já confirmou sua presença também na próxima reunião, marcada para o dia 27 de novembro, onde devem ser apresentados tais documentos aos quais ele se referiu.

COMPARTILHE

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no linkedin
LinkedIn